(11) 2682 6633 / 99457-3485


Um dos fatores que afetam a vazão dos fluidos

Nos processos industriais, uma das grandezas mais medidas é a vazão. Isto acontece pois ela tem muitas aplicações que vão desde a simples medição de água nas residenciais, por exemplo, até a medição de gases industriais e combustíveis, que são bem mais complexas. Entende-se por vazão a quantidade de fluido que escoa através de um conduto por um tempo determinado.

Pode-se dizer que a quantidade total de fluido deslocado pode ser verificada em volume (litros, mm³, m³, …), também chamada de vazão volumétrica, ou em massa (g, kg, libras, …), também chamada de vazão mássica. Assim, a vazão pode ser expressa em uma das unidades acima por unidade de tempo (l/min., m³/h, etc.).

Um dos fatores que afetam a vazão dos fluidos é a viscosidade, que faz com que a resistência ao movimento seja diferente em diferentes setores de uma seção transversal de um tubo. Normalmente, a resistência ao movimento é maior nas bordas, de forma a criar um perfil de velocidade que não é uniforme, criando assim um regime de escoamento. Em baixa vazão, este escoamento é relativamente ordenado e é chamado de escoamento laminar. Quando a vazão aumenta, são geradas turbulências, formando-se então um fluxo desordenado, chamado de escoamento turbulento. Estas informações são importantes para definição do equipamento correto para se medir a vazão.

Assim, podemos assumir que a vazão é um fenômeno complexo que depende de várias características do fluido e possui diversos princípios físicos envolvidos. Por este motivo, existe uma infinidade de fatores que afetam a medição da vazão, de modo que, um dos problemas mais comuns na medição de vazão é a escolha do equipamento adequado, pois a maioria dos sensores que realizam a medição da vazão interferem de maneira perceptível no fluxo do fluido.