(11) 2682 6633 / 99457-3485


Transmissor de Nível

Nas indústrias chamadas de “indústrias de processos”, é indispensável fazer uso de instrumentos de campo, para a execução de controle e automação de alguns processos. Isto significa dizer que, uma tarefa de controle que antes era feita presencialmente e manualmente, com a instrumentação, pode ser feita de forma automática e à distância. Atualmente, com as novas tecnologias que surgem, praticamente qualquer processo pode ser controlado de forma automática e monitorado em qualquer lugar do planeta, mas os principais são pressão, nível, vazão, temperatura, massa densidade pH, entre outras.

Dentre estas variáveis citadas, uma das mais importantes é o nível, e com o transmissor de nível é possível evitar a cavitação de bombas, o desperdício de matéria prima e aditivos por conta de transbordamentos, e evitar paradas de planta não programadas por falta ou excesso de matéria prima, sem contar o fator mais importante, a diminuição do risco de acidentes da produção.

O transmissor de nível pode monitorar tanques, silos e processos contínuos, através de tecnologias como a condutividade elétrica, densidade, granulometria, constante dielétrica, capacitância ou ultrassom. E o tipo de transmissor de nível é selecionado de acordo com a característica do processo e as características físico-químicas do produto monitorado. Até sistemas que contém líquido com interfaces de líquidos de densidades diferentes, são possíveis de serem controlados com o uso dos transmissores de nível.

Além de transmitir o nível de tanques ou processos contínuos, os transmissores de nível são capazes de emitir alarmes de nível alto ou baixo, atuar como dispositivo de segurança e controlar o nível de conteúdos sólidos e líquidos, que quando configurados em softwares de controle, os transmissores trabalham juntamente com válvulas de controle de vazão, alimentadores para abastecimento de suprimentos ou sistemas de alívio.