(11) 2682 6633 / 99457-3485


Sensor de Nível – Tecnologia na precisão

“O dr. Kaoru Ishikawa, um dos gurus da gestão da qualidade no Japão, costumava dizer: “Quando você vê dados, duvide… [deles]! Quando você vê medições, duvide delas! ”. Ele sabia que muitos dados são coletados na empresa para agradar ao chefe e que as medições frequentemente são feitas ou registradas de modo incorreto pelos dispositivos. Na melhor das hipóteses, medições são apenas informações secundárias que nem sempre refletem as condições reais. ” Este trecho foi retirado do livro Gemba Kaizen de Imai Masaali e obviamente não devemos confiar 100% nos instrumentos de medição ou nas informações que chegam do chão de fábrica. Constantemente devemos verificar a avaliar as condições de cada equipamento e instrumento que compõem a linha de qualquer produção, evitando equívocos por conta de falhas ou ajustes destes.

Sendo assim, hoje temos a nosso favor tecnologia de ponta aplicada nos sensores de nível industrial, de forma que variações de viscosidade, temperatura, densidade ou produtos em fases liquida e sólida, podem ser medidos sem comprometimento da aferição. Estes sensores de nível são fabricados com materiais de alto desempenho e resistência, com sistemas de medição que oferecem durabilidade, confiabilidade e precisão para qualquer tipo de produto mensurado. Existem setores industriais que necessitam de produtos com características extremamente desafiadoras para os fabricantes de sondas e sensores, tais como a indústria petroquímica e química, indústria de alimentos e bebidas, usinas de etanol e usinas de tratamento de esgoto ou rejeitos.

As características dos produtos destes setores são extremamente diversificadas, tais como ambientes corrosivos devido à alta acidez ou alta basicidade, situações que desafiam as medições devido a variação de densidade em função da variação da temperatura, líquidos misturados com partículas sólidas, líquidos de alta viscosidade retém bolhas de ar, líquidos que devido a transferência de um reservatório para outro formam camadas de espuma e até mesmo lama. E os sensores de nível são capazes de oferecer precisão para cada um destes, podendo esta medição ser feita de forma direta, tendo como referência o plano superior da substância medida ou indiretamente, em função de uma segunda variável (esta é geralmente aplicada quando o material medido danifica o sensor quando em contato).

Com o avanço da tecnologia e do desenvolvimento da instrumentação e da automação industrial, temos disponíveis vários tipos de sensores. Por exemplo os sensores que fazem medições diretas por indicadores tipo gancho, visor de vidro, níveis de flutuador. E sensores para medições indiretas, sendo os sensores de pressão por manômetros de tubo em U, níveis de borbulhador, níveis de diafragma e células de pressão diferencial (DPC), por impulsão são feitas com níveis de deslocador, e os elétricos são os níveis capacitivos, detector de nível condutivo, níveis radioativos, níveis ultrassônicos ou detector de nível de lâminas vibrantes. Cada um destes modos de medição oferece maiores ou menores vantagens e precisão, conforme a característica do produto mensurado, por isso na hora de escolher o sensor de nível, deve-se fazer uma avaliação e estudo para se escolher o sensor mais adequado.