(11) 2682 6633 / 99457-3485


Utilização de sensor de nível em aplicações de alta-ondulação

Em vários casos na indústria, há a necessidade de medir e controlar o nível em tanques ou reservatórios, cuja a variação do nível é ampla, ou seja, a ondulação da superfície do material aferido é elevada. Desta forma os sensores de nível devem atender a esta necessidade com precisão, qualidade, eficiência, com custos de aquisição, manutenção e calibração dos equipamentos de forma adequada ao orçamento da planta industrial.

Para situações como esta, no caso do material controlado ser qualquer tipo de líquido, pode ser utilizado chaves de nível Dwyler modelo BM. Estas chaves podem ser configuradas com uma ou duas boias, sendo utilizadas em amplas faixas de aplicação, onde se requer vários pontos para controle de nível. O funcionamento do sensor consiste no acionamento de uma ou duas boias magnéticas (Tipo “Reed Switches”), instaladas em um do tubo guia, operando em conjunto com as unidades de relês. Estas boias trabalham com uma variação de altura de até 3,5 metros (maiores comprimentos de tubos guias sob consulta). Estes sensores de nível possibilitam, por exemplo, no caso de abastecimento de qualquer líquido, que a bomba não dê várias partidas por período, gerando economia de energia e evitando maiores desgastes.

Um segundo modelo de sensor de nível é o Dwyler DLT. É um sensor eletrônico contínuo operando pelo princípio RF admitância (princípio de funcionamento baseado na aferição da capacitância e resistência, conforme material é impregnado no sensor). Estes sensores oferecem alta estabilidade, operando por rádio frequência de forma que uma variação de nível do processo resulta em uma pequena variação de frequência da onda de rádio. São capazes de operar em pressões de até 100 kg/cm e aplicáveis em variações de 2,5 mm a 60 metros de água.

Outra forma de trabalhar o controle de nível é com sensores ultrassônicos (por exemplo o modelo Dwyler LIT25). Estes sensores emitem ondas sonoras que refletem na superfície do material aferido/controlado e retorna ao sensor. Desta forma o sensor mede o tempo que esta onda demora para retornar e com base na sua velocidade (velocidade do som no ar: 340m/s) calcula-se o nível do material. Possuem a capacidade de monitorar e controlar o nível de tanques de armazenamento de produtos químicos, cárter, reservatórios e lagoas. É um equipamento que exige baixo custo de investimento, não possui contato com o material aferido, com capacidade de operar em temperaturas entre -25°C e 60°C, e alcance de até 32 ft (10 metros).